Histórico do Evento


O Programa de Pós-Graduação em Educação – Mestrado e Doutorado – da Universidade Federal de Uberlândia possui três linhas de pesquisa, a saber: Linha de Saberes e Práticas Educativas; Linha de História e Historiografia da Educação e a Linha de Políticas e Gestão em Educação. A Linha de Pesquisa Políticas e Gestão em Educação foi fundada no ano de 2001. Sua constituição deveu-se à reflexão de um conjunto de pesquisadores, até então vinculados à Linha de Pesquisa Saberes e Práticas Educativas, que entendiam a pertinência da organização e articulação de debates sobre a gestão e a política educacional no Brasil. Esse esforço se realizou em virtude da proximidade de pesquisas e a necessidade de aprofundar reflexões que respondessem às profundas mudanças que se apresentavam à educação no contexto dos anos 1990. Com o desenvolvimento da linha, outros pesquisadores se vincularam ao PPGE/UFU e trouxeram novas contribuições para seus eixos temáticos. Com efeito, as análises referentes às novas configurações do Estado e a produção das políticas educacionais na contemporaneidade assumiram centralidade nos objetos de pesquisas dos docentes e discentes vinculados a essa linha de pesquisa.

Um de seus objetivos, dentre outros, é a promoção de atividades que contribuam com a integração entre seus pesquisadores mediante a realização de eventos científicos, garantindo também a integração entre a graduação e a pós-graduação e o universo acadêmico e a comunidade externa. Neste sentido, em 2005 seus componentes participaram ativamente do “I Simpósio Internacional: História, Políticas e Saberes em Educação”. Naquela ocasião, as três linhas do PPGE – UFU, realizaram o evento conjuntamente, quando comemorou-se também os dez anos de implantação do Programa de Pós-Graduação em Educação na UFU. O referido evento contou com pesquisadores com ampla trajetória acadêmica em nível internacional e nacional como Bernard Charlot (Paris V) dentre outros. No ano seguinte, em 2006, cada Linha de pesquisa do PPGE seguiu dinâmica própria na realização de eventos e, diante do crescimento da Linha de Políticas e Gestão envidamos esforços para promover o II Simpósio Internacional, o qual foi intitulado “O Estado e as Políticas Educacionais no Tempo Presente”, contando com a participação do cientista político João Bernardo (Portugal) e vários pesquisadores de nossa realidade local e nacional. A reedição do III Simpósio Internacional “O Estado e as Políticas Educacionais no Tempo Presente” ocorreu em 2007, a partir de uma parceria com a coordenação do Master Internazionale di 1º.Llivello: Educazione e Integrazione Delle Persone Con Disabilità, Disagio Sociale e Anziane. Neste evento contamos com docentes e discentes da IUSM –Roma/ Itália, Universidade de Molise - Campobasso /Itália, da Universidade Católica Santo Antônio - UCAM– Murcia /Espanha, além de pesquisadores da realidade local e de outras universidades, como o Prof. Dr. Luiz Fernandes Dourado.

Em 2008, promovemos a IV edição do evento, com a participação dos seguintes professores: Prof.. Dr. Aldo Duran Gil (UFU); Profa. Dra. Alejandra Corbalon -Universidade Nacional de Buenos Aires – Argentina; Profa. Dra. Lisete Arelaro (USP); Profa. Dra. Nathalia Jaramillo – Universidade de Purdue – Indiana – EUA; Prof. Dr. Peter Mc Laren – Universidade da Califórnia – Califórnia – EUA; Profa. Dra. Regina Vinhaes Gracindo (UnB);Prof. Dr. Ricardo Antunes (UNICAMP); Prof. Dr. Roberto Fuentes (UNITRI);Profa. Dra. Thereza Adrião (UNESP/ RC) e Prof. Dr. Victor Henrique Paro (USP). O referido evento contou com uma expressiva de participação contando com 627 inscrições de pesquisadores de 21 estados da Federação. Constata-se, pois, uma grande expansão de natureza qualitativa e quantitativa na promoção deste evento, contribuindo para o fomento da avaliação das políticas públicas da educação e de novos conhecimentos desse campo de estudos.

A proposição para realização do V Simpósio Internacional O Estado e as Políticas Educacionais no Tempo Presente visa dar seqüência ao aprofundamento da temática em questão mediante a verticalização de análises, debates e reflexões proporcionados por palestras, mesas redondas, comunicações de trabalho, etc.

As políticas educacionais contemporâneas estão intrinsecamente ligadas às novas configurações do Estado, seu papel e modalidades de intervenção, aparecem como um dos temas mais controversos e polêmicos no campo da educação e assume centralidade nos campos de análises atinentes às políticas públicas, com ênfase aqui àquelas voltadas para a educação escolar. Assim, proporcionar espaços de debates e divulgação dos estudos e pesquisas que se propõem à sua investigação, avaliação e impactos no cotidiano da escola torna-se fundamental para as universidades, sobretudo a partir das interfaces com os sistemas educativos e os profissionais inseridos na organização do trabalho escolar.